Categoria: PIS/PASEP

Quem tem direito a receber o PIS/Abono Salarial 2019

O PIS, também chamado de abono salarial, é um benefício ao qual alguns trabalhadores têm direito. Ele é um programa de incentivo similar ao PASEP dos servidores públicos e tem como objetivo integrar o funcionário com o desenvolvimento de sua empresa. A intenção é criar incentivos para que o funcionário ajude a companhia a se desenvolver cada vez mais. Seu pagamento é de responsabilidade da Caixa Econômica, como veremos mais à frente.

Nesse artigo ensinaremos detalhadamente quem pode receber o benefício, como recebê-lo e documentos necessários para o saque. Continue lendo para ficar completamente informado sobre quem tem direito a receber o PIS/Abono Salarial 2019.


Quem pode receber o PIS / abono salarial?

Quem tem direito a receber o PIS/Abono Salarial 2019

Nem todo trabalhador é elegível para receber o benefício. Para que isso seja possível é preciso que o funcionário tenha pelo menos 5 anos de cadastro no PIS. O PIS é a sigla para Programa de Integração Social e é um direito de todo trabalhador que tem carteira assinada.

Ele não só garante o acesso ao abono salarial, mas também a diversos outros direitos como o seguro desemprego. Portanto se você ainda não tem cadastro corra atrás, pode fazer a diferença na sua vida de trabalhador.

Quanto ao abono salarial, o trabalhador precisa:

  • Exercer atividade remunerada por pelo menos 30 dias no ano vigente para uma pessoa jurídica;
  • Receber uma média salarial de 2 salários mínimos ou menos durante o período trabalhado.
  • Ter o nome no RAIS (relação anual de informações sociais) feito pelo empregador no ano anterior.
Clique para ler o texto completo

Quem tem direito a receber o PIS/Abono Salarial 2018

Trabalhadores que conhecem o PIS somente como um número fiquem atentos, ele é bem mais que isso. Esse simples número dá acesso a benefícios que muitos sequer sabem que existem. Um exemplo é o abono salarial. Você sabe se tem direito a receber PIS 2018?

Se tem dúvidas a respeito desse direito e se é elegível para recebê-la continue lendo.

Separamos informações importantes sobre o PIS e quem pode recebê-lo esse ano de 2018. Também explicaremos como acontece o cálculo do valor do pagamento e opções para receber seu benefício. Continue lendo para compreender tudo sobre o PIS 2017/2018.


Quem tem direito a receber PIS 2018

Quem tem direito a receber o PIS/Abono Salarial 2018

O PIS, também chamado de abono salarial, está disponível para alguns trabalhadores em 2018. Para ser elegível a esse benefício o trabalhador deve estar cadastrado no PIS há 5 anos ou mais.

Também é preciso ter recebido como salário mensal médio um valor igual ou menor que 2 salários mínimos e exercer atividade remunerada para alguma pessoa jurídica por pelo menos 30 dias no ano. Outro pré-requisito é ter o nome inserido na relação anual de informações sociais (RAIS) do empregador.

Por acaso você cumpre com todos esses requisitos? Então está entre os trabalhadores que podem receber o abono salarial em 2018. Esse é um importante benefício cedido a trabalhadores, então não esqueça de conferir corretamente suas informações para estar certo se pode ou não receber.


Como acontece o cálculo do PIS/abono salarial

O valor máximo do abono salarial de é de um salário mínimo.… Clique para ler o texto completo

Como funciona o PIS/Abono Salarial

Como o próprio nome sugere, o Programa de Integração Social (PIS) tem o objetivo de promover uma integração do funcionário nas empresas, de forma que a renda nacional seja melhor distribuída entre todos os trabalhadores brasileiros.

No entanto, muitas pessoas ainda não sabem ao certo do que se trata o PIS e quais são suas funcionalidades. Algumas até têm direito a receber, mas acabam perdendo o benefício por falta de conhecimento.  Se você está nessa situação, confira este texto até o final, pois vamos explicar de maneira simples e clara como funciona o PIS.


O que é o PIS

O PIS se trata de uma forma de contribuição das empresas que é paga mensalmente ao governo.  Ele nada mais é do que um Fundo de Garantia para caso o empregado seja demitido sem causa justa. Assim, ele terá a garantia de se manter financeiramente por um tempo até que consiga arranjar um novo emprego.

Parte da contribuição feita pela empresa é destinada ao Governo Federal, que tem como finalidade financiar programas de desenvolvimento econômico e ajudar na integração dos benefícios do trabalhador, como o seguro-desemprego e o abono salarial anual.


PIS/Abono Salarial: como receber

Como funciona o PIS/Abono Salarial

O abono salarial é como se fosse um décimo quarto salário, pago sempre em uma data fixa escolhida pela Caixa Econômica Federal. Ele possui o valor de um salário mínimo. No entanto, para receber esse direito, o trabalhador deve atender aos seguintes requisitos:

A média da remuneração anual deve ser até dois salários mínimos;

⇒ O trabalhador deve ter trabalhado pelo menos seis meses com vínculo empregatício;

⇒ O trabalhador precisa ser cadastrado no PIS;

⇒ O trabalhador precisa ter cadastrado seus dados na Relação Anual das Informações Socais (RAIS) no ano anterior.… Clique para ler o texto completo

Aposentado tem direito a receber o PIS?

Alguns trabalhadores podem não saber, mas há casos em que o aposentado tem direito a receber o PIS/Pasep. De acordo com o Ministério da Fazenda, em 2016 pelo menos R$ 7,4 bilhões estavam disponíveis para 4,62 milhões de aposentados.

Para ter acesso ao benefício, ele precisa preencher alguns pré-requisitos básicos. O principal deles é ter feito a inscrição no PIS até 4 de outubro de 1988. Além disso, é necessário que a pessoa tenha mais de 70 anos para ter direito a receber os valores.

Já os aposentados que continuam exercendo alguma atividade profissional, mas que se enquadram nas condições citadas acima, também podem receber o PIS. No entanto, cada caso precisa ser analisado de maneira única. O valor também varia de acordo com o tempo em que o profissional contribuiu para o fundo.

PIS para aposentados por invalidez

Um dos casos que tem regras próprias está relacionado à aposentadoria por invalidez. Primeiro é necessário entender muito bem tudo o que ela engloba e como ela é definida.

O fator principal que caracteriza invalidez é o laudo emitido pelo médico do INSS comprovando que o trabalhador não possui condições de retornar às suas atividades profissionais. Ao ter essa situação comprovada, a empresa fica proibida por lei de rescindir o contrato de trabalho com esse funcionário.

Enquanto a aposentadoria estiver valendo, a empresa não tem mais a obrigatoriedade de fazer os depósitos referentes ao FGTS, uma vez que o empregado poderá movimentar o seu Fundo de Garantia dentro das condições legais.… Clique para ler o texto completo

Quem tem direito a receber o PASEP

Muitos trabalhadores comumente se deparam com o benefício PASEP, porém, nem sempre compreendem o que realmente ele representa. Para entender muito bem a sua função, é importante saber que trata-se de um programa lançado pelo Governo Federal em 1970, e a sigla significa Programa de Formação do Patrimônio do Servidor.

Na prática, são pagamentos feitos aos funcionários de empresas públicas. Enquanto o PIS é direcionado a empregados de instituições privadas, o PASEP é voltado aos servidores públicos.

Através dos recursos gerenciados pelo PASEP, o trabalhador pode receber, por exemplo, o seguro-desemprego, o abono salarial e participação na receita gerada pela empresa.

Uma informação importante é que através do dinheiro depositado no PASEP, o governo acaba tendo uma segurança para o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), ou seja, no final, tudo está interligado de alguma maneira.

Regras para receber o PASEP

O trabalhador que possui emprego com o regime de CLT tem direito a receber um número de PASEP. É justamente através dessa combinação numérica que os profissionais serão reconhecidos no sistema.

Porém, antes de fazer planos sobre como investir esse dinheiro, é necessário consultar seguir regras básicas que garantem quem tem o direito, ou não, de receber o PASEP. Veja como funciona:

  • O trabalhador precisa ter exercido pelo menos 30 dias de serviço no ano anterior com carteira assinada.
  • A empresa cujo servidor público possui (ou possuía) relação de trabalho precisa ter repassado para o Ministério do Trabalho um documento informando que ele realmente tinha vínculo com a companhia.
Clique para ler o texto completo

Como consultar o saldo do PIS

O Programa de Integração Social, mais conhecido como PIS, é uma contribuição social feita pelos trabalhadores brasileiros. O principal objetivo do plano é de financiar o pagamento de benefícios como seguro-desemprego, abono salarial, entre outros.

Vale lembrar que o PIS está diretamente relacionado com o PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público). Por essa razão, é muito comum as duas siglas aparecerem sempre juntas.

Anualmente, milhões de profissionais têm por direito receber o abono salarial do programa. Este recurso muitas vezes consiste em uma renda extra para a família, e é muito eficaz para ajudar a tirar as contas do sufoco.

No entanto, nem todos sabem o valor exato que será depositado pelo PIS. Se você também está nessa situação, a partir de agora nós vamos mostrar um tutorial completo para consultar o saldo do PIS. Confira as orientações e veja como é simples.

Passo-a-passo para descobrir o saldo do PIS

consultar-saldo-pis

A maneira mais rápida e prática para consultar o saldo do PIS é pela internet. Através do serviço online disponibilizado pela Caixa Econômica Federal, você poderá consultar se o dinheiro já está disponível para saque.  Além disso, você também tem acesso aos valores acumulados.

Ou seja, quem é cadastrado no PIS não precisa se dirigir pessoalmente até uma agência da Caixa, pois todo o procedimento pode ser feito por um computador, tablet ou smartphone. Confira o passo-a-passo:

1. Acesse o site da Caixa Econômica Federal por este link.

2. Clique no botão “Consultar Pagamento” localizado no lado direito da página.… Clique para ler o texto completo

Como consultar o abono salarial do PIS/PASEP

Muitos trabalhadores têm direito a receber o abono salarial do PIS/PASEP, e devido a essa grande procura, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) desenvolveu um site especialmente voltado para o trabalhador saber a quantia disponível para saque.

Atualmente, o período disponível para consulta e recebimento corresponde ao exercício 2015/2016 (ano-base 2014) e 2016/2017 (ano-base 2015). Se você quer saber o valor do seu pagamento, confira as nossas orientações e veja o passo-a-passo que preparamos.

Como fazer a consulta

consultar-abono-salarial-pis-pasep

O processo de consulta é muito simples. Em poucas etapas você poderá descobrir a quantia do seu abono. Veja como funciona:

1. Acesse o site do Abono Salarial no Ministério do Trabalho e Emprego pelo endereço http://abonosalarial.mte.gov.br/.

2. Informe o número do CPF ou PIS/PASEP e também a data de nascimento.

consultar-abono-salarial-pis-pasep-dados

3. Agora digite o código de segurança informado pelo site. É uma sequência de cinco números; em seguida, clique em “Consultar”.

consultar-abono-salarial-pis-pasep-codigo

 A página seguinte irá apresentar todas as informações referentes ao número de PIS/PASEP informado. Além de consultar o valor do abono, você também poderá verificar todos os procedimentos para realizar o saque do recurso. Essa informação é muito importante, afinal, você deve ficar atento aos prazos. Uma vez que o período para sacar é finalizado, você perde o direito de receber o seu dinheiro.

O saque do PIS deve feito na Caixa Econômica Federal, enquanto o do PASEP é realizado no Banco do Brasil. Fique atento/atenta: a data limite de saque para o abano salarial do exercício 2015/2016 (ano-base 2014) é 31 de agosto.… Clique para ler o texto completo

Quem tem direito a receber o PIS

A cada ano, vários trabalhadores ficam atentos às novidades que possam vir a acontecer no Programa de Integração Social, popularmente conhecido como PIS, visto que qualquer nova atualização pode significar um dinheiro extra no orçamento.

O PIS/PASEP é um recurso oferecido pelo Ministério do Trabalho, em parceria com a Caixa Econômica Federal, voltado para os funcionários de empresas privadas que estejam inseridos em alguns parâmetros pré-estabelecidos.

Para os profissionais que nunca receberam o PIS, ou que acham que têm direito a recebê-lo, é aconselhável conhecer de perto as regras do programa, pois somente dessa maneira é possível saber se o recurso pode ser liberado adequadamente.

Se esse é seu caso e você tem dúvidas relacionadas ao pagamento do benefício, acompanhe este texto até o final, veja as nossas orientações e saiba quem tem direito a receber o PIS.

Regras do PIS

pis-quem-tem-direito

Em primeiro lugar, vale ressaltar que nem todos os trabalhadores possuem o direito de receber esse recurso. Como mencionado acima, é necessário estar dentro do perfil exigido pelas regras vigentes do órgão para ter direito ao pagamento. Para ter acesso ao PIS, você deve cumprir essas exigências:

  • Ter trabalhado com carteira assinada por um período mínimo de 30 dias ininterruptos durante o ano base. Os trabalhadores que tiveram qualquer vínculo empregatício no período de um mês já podem retirar o salário extra.
  • Estar cadastrado no PIS por no mínimo cinco anos. Ou seja, para receber o PIS 2016 o trabalhador precisa ter se cadastrado no máximo até 2011.
Clique para ler o texto completo

Como consultar o número do PIS

O Programa de Integração Social (PIS) é um tributo do governo federal, no qual os recursos são utilizados para pagar uma série de direitos para os trabalhadores, como seguro-desemprego, abono, FGTS, entre outros.

O PIS está previsto em lei e conta com a administração do Ministério da Fazenda, sendo que o seu pagamento é feito através da Caixa Econômica Federal. Por estar relacionado ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público – PASEP, muitas vezes as duas siglas aparecem juntas, PIS/PASEP.

Na prática, todo trabalhador precisa ter esse registro para que possa não só contribuir, como também receber os benefícios a que tem direito.

Como o trabalhador se cadastra no PIS

O trabalhador recebe o número do PIS no momento em que ele resolve tirar a sua Carteira de Trabalho e decide prestar o seu serviço para empresas ou instituições através do regime de CLT, ou simplesmente carteira assinada.

A partir do momento em que a empresa assina o documento, esse profissional é cadastrado no benefício. Ou seja, se em algum momento da vida, essa pessoa tenha atuado no mercado de trabalho com a carteira assinada, ela não só possui o número, como também, provavelmente, já está inserida no programa de Abono Salarial.

Mesmo que o trabalhador precise tirar uma nova Carteira de Trabalho, esse número não é alterado, isto é, permanece o mesmo e continua sendo exibido no mesmo local.

Qual a função do PIS

O número do PIS é usado para fazer o recolhimento de todas as contribuições sociais feitas ao governo, como:

  • Abono Salarial.
Clique para ler o texto completo