Tag: FGTS pelo CPF

Como consultar o saldo do FGTS pelo CPF

O FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) é um direito de todo trabalhador registrado e uma importante medida de proteção. Como qualquer empregado sabe, existem dois tipos de demissão: por justa causa e sem justa causa. É exatamente no caso de acontecer esse último tipo o motivo de existência do FGTS. Você pode inclusive consultar o saldo do FGTS pelo CPF quando quiser.

A intenção é dar algum tipo de segurança para o trabalhador que é demitido sem justa causa enquanto busca outra oportunidade. O saldo do FGTS é liberado em alguns casos de demissão, permitindo ao trabalhador se reestruturar. Para compor esse valor o empregador deposita mensalmente um valor que corresponde a 8% do salário do funcionário. O dinheiro fica guardado em contas no nome do trabalhador na Caixa Federal.

Quando o trabalhador é demitido sob certas situações pode retirar esse valor depositado e fazer uso dele.


Quando posso retirar meu FGTS?

Primeiro precisamos saber exatamente quem tem direito a receber o FGTS. De acordo com o site oficial da Caixa Econômica trabalhadores que podem receber o benefício são:

  • Trabalhadores com registro em carteira de trabalho;
  • Trabalhadores rurais registrados;
  • Trabalhadores rurais temporários, avulsos e safreiros;
  • Atletas profissionais.

Contanto que você se encaixe em uma dessas categorias deve ter uma conta onde seu FGTS é depositado todos os meses.

Só fique atento: não é possível sacar o saldo do fundo de garantia a qualquer momento. O empregado precisa estar em certas situações para ter direito a ele, que são:

  • Demissão sem justa causa;
  • Fim de contrato por prazo determinado;
  • Fim de contrato por extinção da empresa;
  • Fim de contrato por motivos relacionados a ambas as partes ou de força maior;
  • Aposentadoria;
  • Necessidades pessoais graves como doença ou calamidade pública;
  • Fim de trabalho avulso;
  • Falecimento do empregado (retirado pela família);
  • Trabalhador com idade superior a 70 anos;
  • Trabalhador ou dependente diagnosticado como portador de HIV/AIDS;
  • Doença em estágio terminal;

Perceba que existem diversas situações onde o FGTS é liberado.… Clique para ler o texto completo