Quem tem direito a receber o FGTS de empresas

A grande maioria de empresários de diversos setores do mercado e empreendedores em geral não sabem, mas a Caixa Econômica Federal possui cofres com dinheiro guardado do FGTS de empresas.


O montante corresponde às contribuições feitas para Fundo de Garantia por Tempo de Serviço entre 1966 e 1988 que não foram retiradas e estão paradas atualmente. Portanto, essas empresas têm o direito de receber a quantia existente na Caixa.


Origem do FGTS das empresas

Como determinam as leis trabalhistas, as empresas deveriam depositar 8% dos salários de seus funcionários para que eles pudessem ter acesso ao dinheiro no futuro.

Porém, muitos preferiram por não fazer a retirada das suas contas do FGTS e optavam por ganhar estabilidade no emprego. Ou seja, os trabalhadores que não retiravam o Fundo de Garantia por vontade própria durante 10 anos, recebiam em troca a garantia da manutenção do emprego. Como esse dinheiro não foi liberado na época, agora ele está disponível para que as empresas possam fazer o saque.


Como fazer o pedido para sacar o FGTS de empresas

Para fazer o pedido de saque, o empresário deve primeiramente entrar em contato com a Caixa Econômica Federal para realizar um levantamento de quanto dinheiro possui disponível, além de relacionar os funcionários que receberam depósitos do FGTS no período avaliado.

O próximo passo é reunir todos os documentos necessários para comprovar o vínculo com esses trabalhadores cujas contas receberam o FGTS, mas que optaram por não receber o benefício. Sem esses documentos, o processo se torna mais complicado e demorado, porém não se torna impossível.

Caso você seja empresário e sua empresa se encaixe nos requisitos de terem realizado depósitos para FGTS dos funcionários a partir de 1966 até 1998, fique de olho e procure uma agência da Caixa, pois provavelmente existe dinheiro disponível para retirada.


Em quanto tempo o dinheiro é liberado

Quem tem direito a receber o FGTS de empresas

A liberação do dinheiro vai depender muito se o empresário possuir todos os documentos necessários para o andamento do processo.

Caso a empresa esteja com a documentação preparada, o processo será um pouco mais ágil. Vai ser preciso fazer um levantamento de todo o montanto disponível e avaliar os documentos entregues e, então, o saque poderá ser realizado.

Caso contrário, se a empresa não possuir os documentos de comprovação, será necessário utilizar uma documentação mais detalhada para a Caixa reconhecer o vínculo com os funcionários. Nessa condição, o processo vai demorar mais tempo, será menos ágil e vai demandar uma paciência extra.

De toda forma, não deixe de dar entrada no processo de saque o mais rápido possível, pois o tempo para essa ação está acabando.


Qual é o prazo para fazer o saque

O prazo para as empresas realizarem o saque desse dinheiro do FGTS está chegando ao fim. Quando a Constituição Federal completar 30 anos, não será mais possível resgatar o dinheiro disponível. E a data de aniversário da Constituição é em outubro de 2018, ou seja, esse é o prazo máximo para o empresário receber a quantia.

Você acabou de conferir informações sobre o pagamento do FGTS para empresas. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos. Se você ficou com alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Sobre o site

Caixa FGTS

O Caixa FGTS é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com o Caixa Econômica Federal. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o Fundo de Garantia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *