Mensagem no WhatsApp sobre saque do FGTS é fraude

Um novo golpe envolvendo o Fundo de Garantia e a Caixa Econômica Federal está circulando pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. No conteúdo do post, há um texto incentivando o usuário a clicar em um link para conferir se o seu nome está na lista de pessoas que podem sacar um pagamento retroativo do FGTS. Contudo, ao realizar o clique, o leitor é direcionado a uma página falsa da Caixa.


Neste site, a seguinte mensagem é exibida: “Confira se o seu nome está na lista para sacar os R$ 1.760,00 do FGTS. Mais de 7.200 pessoas já sacaram o benefício. Preencha o formulário abaixo e confira se o seu nome está na lista”.

Mensagem incentiva a pessoa a fornecer os dados

Ao digitar os dados solicitados, você acaba fornecendo suas informações para os golpistas, e não para uma suposta lista do FGTS.

Mas ainda tem mais. Após fornecer itens como nome, data de nascimento e período de trabalho, você é forçado a compartilhar a link para ter acesso à lista, que como sabemos, é falsa. “Encontramos o seu nome na lista! Para liberar a lista, clique no botão ‘Compartilhar’ e selecione 5 amigos do WhatsApp e envie essa informação a eles. Após finalizar os compartilhamentos, você terá acesso à lista”.

Site força o usuário a compartilhar a mensagem no WhatsApp

O sistema exibe até uma barra indicadora para informar quanto falta para você compartilhar e liberar a lista falsa. E para tornar a informação mais real, exibem comentários do Facebook de pessoas que estariam com o nome na relação de contemplados.

Barra indica quantos compartilhamentos você precisa fazer


 

Golpe do FGTS no WhatsApp é clicado por milhares de pessoas

O resultado da mensagem fraudulenta sobre o FGTS no WhatsApp é preocupante. De acordo com a ESET,  empresa de segurança especializada em identificar ameaças digitais, a página falsa da Caixa já atraiu 135 mil cliques. Com os compartilhamentos, é possível que até 5 milhões de pessoas possam ter visto a mensagem falsa, segundo a Psafe, outra companhia de segurança digital.


Histórico de golpes envolvendo o FGTS

A estratégia de criar sites para roubar dados do FGTS através de mensagens fraudulentas não é novidade. Em julho de 2017, uma quadrilha foi descoberta pela Polícia Federal após desviar pelo menos R$ 4 milhões de beneficiários que tinham direito a sacar o saldo de contas inativas. O modo de operação era o mesmo: enviar links falsos que pediam os dados das pessoas.


O que fazer se você clicou no link e forneceu seus dados

Caso você tenha acessado o site e fornecido suas informações pessoais, vá imediatamente a uma agência da Caixa. Você deverá alterar a senha do Cartão do Cidadão. Desta forma, os criminosos não terão mais acesso à sua conta do FGTS. Além disso, a Caixa recomenda registrar um boletim de ocorrência para informar que você foi vítima do golpe. Essa recomendação vale para todos que informaram os dados, até mesmo para quem não teve nenhum valor roubado.


Orientações da Caixa

A Caixa reforça que não envia e-mails ou mensagens pelo WhatsApp para comunicar qualquer possibilidade de saque do fundo. Todos os comunicados são informados através dos canais oficias do banco, bem como pela imprensa. Fique atento (a) e não clique em nenhum link que fale sobre a possibilidade de sacar o FGTS. A chance de ser golpe é de 100%.

Você acabou de conferir informações sobre o golpe do WhatsApp envolvendo o Fundo de Garantia. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos. E se você ficou com alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Sobre o site

Caixa FGTS

O Caixa FGTS é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com o Caixa Econômica Federal. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o Fundo de Garantia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *