Hoje é o último dia para sacar o FGTS inativo

Se você ainda não sacou o FGTS inativo, é melhor se apressar. Essa segunda-feira (31) é o último dia para todas as pessoas receberem o dinheiro, independentemente do mês de nascimento.


Cerca de 4,8 milhões de trabalhadores ainda têm R$ 600 milhões à disposição. Quem não sacar a quantia até o fim do expediente bancário de hoje, não poderá solicitar os valores da conta inativa posteriormente.

Prazo estendido

Na semana passada, o governo informou que os saques foram prorrogados até 31 de dezembro. No entanto, essa regra só é válida para quem não puder ir a uma agência da Caixa e comprovar essa condição. É o caso, por exemplo, de pessoas com doenças graves ou que estejam em regime de detenção.

Porém, mesmo nessas situações, é bom ficar atento (a). É preciso apresentar alguns documentos para comprovar a impossibilidade de fazer o saque. E a documentação só será aceita até 31 de julho. Veja quais são os itens:

⇒ Para casos de doenças

Apresentar atestado médico para justificar a impossibilidade de comparecimento do titular da conta inativa do FGTS;

⇒ Para casos de prisão

Apresentar Certidão, em nome do titular da conta vinculada, obtida junto à Vara de Execução Penal, Vara de Execução Criminal ou juízo responsável que decretou a prisão; ou ainda expedida pela autoridade da unidade prisional que o custodiou, nos casos de cumprimento de pena ou prisão administrativa restritiva de liberdade.

Os documentos devem ser apresentados em qualquer agência da Caixa.

Onde fazer o saque das contas inativas

Hoje é o último dia para sacar o FGTS inativo

Confira os locais que fazem o pagamento do FGTS inativo:

⇒ Valores até R$ 1.500,00: saque no autoatendimento (caixas automáticos), apenas com a senha do Cartão do Cidadão.

⇒ Valores até R$ 3.000,00: saque no autoatendimento, lotéricas e correspondentes Caixa, com o Cartão do Cidadão e a senha.

⇒ Valores acima de R$ 3.000,00: saques somente nas agências Caixa, ou por opção de crédito em conta.

Documentos necessários para sacar

Leve os seus documentos para facilitar o recebimento do dinheiro. Veja o que a Caixa pede para apresentar:

  • Documento de identificação (RG, CNH)
  • Carteira de Trabalho (ou outro documento que comprove a rescisão de seu contrato).

Para valores acima R$ 10 mil, a apresentação dos documentos citados acima é obrigatória.

Atendimento Caixa

A Caixa criou um site exclusivo voltado a atender ao trabalhador que tem direito a receber o FGTS inativo. Você pode visualizar a sua conta, o valor disponível, a data para fazer o saque e os locais para receber o dinheiro.

Você também pode falar com o Serviço de Atendimento ao Cliente. O número é 0800 726 2017. Pelo telefone, é possível consultar se a sua conta está autorizada a receber o pagamento.

Como consultar o saldo pelo telefone

Para consultar o saldo do FGTS no telefone 0800, você deve informar seu número de CPF ou PIS/PASEP (NIS). Além disso, você pode comunicar quer receber o dinheiro em uma de suas contas na Caixa (caso você seja correntista).

Quem tem direito a receber o FGTS das contas inativas

O brasileiro que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015 pode sacar o FGTS de contas inativas, estando ou não fora do regime do Fundo de Garantia, respeitado o calendário publicado pela Caixa.

Antes da MP 763/16, o trabalhador somente poderia ter acesso aos valores se estivesse fora do Regime do FGTS após 3 anos, se pedisse aposentadoria, se precisasse utilizar o fundo para custear uma moradia, entre outros casos.

As demais regras de saque das contas ativas não sofreram modificação. Isso quer dizer que o saque de contrato de trabalho vigente pode ocorrer nos casos de demissão sem justa causa, moradia própria ou aposentadoria, por exemplo.

Essas foram as informações sobre o saque das contas inativas do FGTS. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E caso você tenha alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Sobre o site

Caixa FGTS

O Caixa FGTS é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com o Caixa Econômica Federal. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o Fundo de Garantia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *